Da internet para a prateleira

Se alguém ainda tinha dúvida do quanto a internet pode impulsionar a venda de livros impressos, eis mais uma prova! Algumas páginas que começaram no Facebook ganharam as prateleiras depois de um sucesso estrondoso na web. Conheça algumas delas.

Tudo começou com uma série de fotos com o gato Chico fantasiado. De sushi a rei do camarote, o felino ganhou diversas caracterizações e fez sucesso com a página Cansei de ser gato. No ar desde julho de 2013, o perfil ganhou tantos fãs que despertou o interesse da Editora Novo Século, que lançou o livro oficial do gatinho, que pode ser comprado por uma loja virtual.

Recentemente, o poético Eu me chamo Antônio foi a aposta da Editora Intrínseca para levar os leitores do Facebook até as livrarias. Criada por Pedro Gabriel, que escreve seus versos em guardanapos com ilustrações simples e adoráveis, a página ganhou tantos fãs que sua versão impressa esteve entre os lançamentos mais vendidos do segundo semestre de 2013.

As tirinhas da página O Pintinho também saíram da internet e foram parar em uma publicação da Editora Lote 42. O personagem insolente, que trava diálogos cheios de piadas e ironia com sua mãe, surgiu em 2010 nas mãos de Alexandra Moraes no Tumblr. Em seguida, a página do Facebook ajudou a popularizar ainda mais seu trabalho, que pode ganhar um segundo livro em breve.

Outro perfil conhecido no Facebook é o Diva Depressão, que publica diariamente frases bem humoradas, e um tanto “deprês”, com fotos de ícones femininos da cultura pop. Com mais de 900 mil likes na rede social, a fanpage também ganhou sua versão impressa pela Editora Matrix. Agora, os criadores Filipe Oliveira e Eduardo Camargo oferecem “sua dose diária de recalque e rivotril” em formato impresso. :)

facebook_livros