A evolução do papel

No dia 11 de março de 105 a.C., a dinastia chinesa Han teve contato com o que seria uma das invenções mais importantes do mundo, o papel moderno, feito de fibras vegetais. Ou seja, hoje é conhecido historicamente como o aniversário do papel!

Cai Lun, que trabalhava para os Han foi o inventor da técnica de produção. Além da China, os primeiros registros da presença do papel foram encontrados na região do Japão e Coreia, em seguida na Europa. Desde então a produção do papel se desenvolveu rapidamente, com o desenvolvimento de novas máquinas, fórmulas e técnicas florestais, tendo em vista a sustentabilidade.

Hoje, por exemplo, 100% do papel produzido no Brasil vem de cultivos de eucalipto. É neles que a técnica do mosaico florestal é implantada, o que garante a preservação da biodiversidade da área. Além disso, existem as RPPNs (Reservas Particulares de Patrimônio Natural), áreas de proteção ambiental mantidas pelas empresas produtoras de papel. Nas fábricas, a produção de papel também é sustentável graças à caldeira de biomassa, que reaproveita boa parte dos seus resíduos.

É por isso que sempre trazemos novidades aqui no blog, afinal o papel se torna cada vez mais responsável e versátil.   :)

Fonte: History Channel