Conheça o eucalipto, espécie usada na produção de papel

O Adoro Papel tira suas dúvidas sobre o cultivo de eucalipto, espécie usada para produzir papel

Apesar de não ser uma espécie nativa do Brasil, o eucalipto se adaptou muito bem por aqui. Antes de iniciar o plantio para a fabricação de papel, a International Paper desenvolveu pesquisas para verificar a adaptação da planta no solo e clima brasileiros.

A principal espécie usada pela International Paper na produção de papel é de origem australiana. “Falando mundialmente, o eucalipto e o pinus são as principais espécies utilizadas para a fabricação de celulose e papel”, explica Luis Fernando Silva, gerente geral Florestal da empresa. No país, o eucalipto leva de 6 a 7 anos para chegar ao tamanho ideal de colheita.

Pesquisa e Inovação

Na International Paper, são realizadas diversas inovações no plantio de eucalipto. “Temos uma linha forte de pesquisa e desenvolvimento. Estamos constantemente buscando inovações na questão de melhoramento genético, do manejo do solo, e da nutrição da floresta e também quanto às máquinas e aos equipamentos usados”, afirma Luis Fernando.

Sustentabilidade

Além disso, para o plantio dos eucaliptos a empresa adota o sistema de mosaico florestal. De acordo com esse método, na mesma fazenda são intercaladas florestas nativas e os cultivos de eucaliptos. Isso permite mais equilíbrio no uso do solo. “O que determina a sustentabilidade do plantio é exatamente a forma como você maneja o solo”, ressalta o gerente florestal.  Ele explica que na International Paper há práticas de manejo sustentável que asseguram a produção da matéria-prima para o papel. “A empresa tem cultivado plantios de eucalipto há mais de 40  anos nas mesmas fazendas, e a nossa produção nunca caiu, pelo contrário, vem aumentando”, afirma. Alguns exemplos de prática positiva, segundo o executivo, são o plantio em curvas de nível, que evitam a erosão do solo em caso de chuvas, e a manutenção da cobertura vegetal, que evita o assoreamento dos rios.

Luis Fernando conclui: “O acompanhamento que temos feito mostra que dentro das nossas propriedades é encontrada uma biodiversidade bem alta, são 350 espécies da flora nativa e mais de 400 espécies de animais da fauna brasileira”.

Tudo isso é feito para garantir a melhor qualidade e sustentabilidade do papel usado para imprimir e escrever :)   Além disso, não podemos esquecer que todos os cultivos da International Paper são certificados, o que garante a procedência do produto que você usa 😉