Papel e caneta realizam sonho de Natal de milhares de crianças

Há exatos 25 anos, a ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) lançou a campanha “Papai Noel dos Correios”, uma das maiores ações sociais natalinas do Brasil. A campanha que hoje recebe mais de 200 mil cartinhas de crianças de todo o país, transformou-se numa tradição entre diferentes perfis de idade e, a cada ano, atende um número maior de pequenos carentes.

Gabriele Fontanelli, 22 anos, moradora do bairro do Jaguaré em São Paulo, já é “cliente” da campanha dos Correios e se prepara para buscar a sua cartinha nos próximos dias.

“Os Correios conseguiram criar um processo muito simples. Basta ir até uma agência, pegar uma carta, atender o pedido com os presentes e levar tudo no prazo, para que a criança receba direitinho. Sinceramente? A felicidade de fazer uma coisa desse tipo vale qualquer esforço. Mesmo sem conhecer a criança, essa coisa de ser “o padrinho” no Natal, é gratificante demais!”

Como funciona

Como a campanha funciona na prática: as cartas enviadas pelas crianças são lidas e triadas pelos ajudantes do Papai Noel – um grupo composto por empregados dos Correios, voluntários e jovens aprendizes indicados pela parceria com o Senai. A pessoa que vai até uma agência dos Correios procurando a campanha, recebe uma carta aleatória, com uma data de retorno, já com os presentes, que deverão ser levados na mesma agência dos Correios onde a carta foi pega. Não existem limites de cartas por padrinho, mas lembre-se que uma desistência impede que a carta seja adotada por outra pessoa, deixando a criança sem presente.

Para comemorar os 25 anos da campanha, os Correios prepararam a Mostra “Papai Noel dos Correios – 25 anos”, no Prédio Histórico dos Correios, localizado na Av. São João, no centro de São Paulo. A mostra ficará aberta para visitação de 13/11 a 04/01, das 11h às 17h – de segunda a domingo. É uma boa oportunidade para que você conheça toda essa história mais de perto e com uma maior riqueza de detalhes.

Uma ação como essa mostra o poder da junção entre uma caneta e um papel. Basta eles se tocarem, para que o final de ano de alguém que você nem conhece, seja muito mais feliz.

Ficou empolgado? Corra na agência dos Correios mais próxima da sua casa e participe!