Curto Papel

Maria Cininha: lúdico, colorido e feminino

Conheça o trabalho da artista plástica e educadora Maria Cininha, que desenvolve trabalhos em recorte e colagem de papéis. Ela iniciou sua trajetória na colagem durante o mestrado, em sua pesquisa sobre a criatividade no envelhecimento e já participou de diversas exposições, entre elas o “Sonho em Verde das Marias”, no Festival de Artes de Itú, em São Paulo.  Maria também trabalha em projetos de arte-educação em escolas e oficinas para educadores.

MariaCininha_Maria no Sertão Pernambucano2015

A minha viagem para a criatividade definitivamente começou na infância. Não vim de uma família de artistas, mas tinha um pai que adorava jardinagem e tinha um belo barracão com muitas ferramentas e objetos, que me fascinava. Além disso, colecionava papeis de balas, pedaços de lã e retalhos de tecidos e fazia minhas bonecas com gravetos e cabelos de corda desfiadas. Mas a faculdade de artes só consegui na maturidade. E, definitivamente, foi uma das melhores decisões que tomei na vida. No decorrer do curso, o papel mostrou-se ser sempre o meu suporte preferido.

Maria CininhaAntes da faculdade, fui dona de metalúrgica por quase 16 anos. Durante esse período eu acalentei sempre o sonho de ser artista, não me afastei de livros de arte, desenhava, pintava e frequentava exposições, mais do que faço hoje. Fazer uma faculdade na maturidade é um desafio, alguns colegas de turma eram mais jovens que meus filhos, mas foi uma experiência enriquecedora em todos os sentidos. E diferente dos jovens que estão em uma fase de nada bem definido, você tem claro porque está ali e seu aproveitamento é profundo.

Quando me formei, em bacharelado em artes plásticas e licenciatura em arte, não tinha definido ainda qual caminho tomar, embora eu tivesse a certeza que ser uma artista era parte integrante da minha existência. Mas o papel e a técnica de recorte e colagem se firmaram na minha vida a partir do curso de mestrado na PUC-SP. Lá, pesquisei criatividade e envelhecimento, mais precisamente se a criatividade era mais uma das perdas do envelhecimento.

MariaCininha_barcos_exposição_festivaldeartesdeitu

O papel é lúdico!

O papel é um sujeito provocador e instigante! O papel é lúdico! Quem nunca teve um pedaço de papel nas mãos e não teve vontade de dobrar e fazer um avião, um barquinho ou um chapéu de soldado? Recortar um guardanapo de papel, enquanto conversa com um amigo em uma mesa de restaurante e de lá nascer um gatinho, uma máscara? Quem nunca teve um caderno de recortes? Assim é o papel, além de lúdico, é um suporte e um veículo democrático, está disponível para todos que quiserem usá-lo para criar. Hoje em dia, existe uma oferta grande de papeis bonitos, mas até com jornal colorido, com lápis aquarelável é possível criar lindos trabalho. Tenho paixão pelo papel.

MariaCininha_Marias Vestidos de Algodao para as Meninas do Sertao2

Inspiração em Matisse

Meus primeiros trabalhos foram na direção de Henri Matisse,  um dos pintores pesquisados durante o meu mestrado, que, nos últimos 14 anos de sua vida, foi impossibilitado de pintar e voltou-se para o recorte e para a colagem. Me inspirava com seus recortes!

Depois passei pela fase dos passarinhos, dos animais, mas era um trabalho tímido, que tinham um tamanho de 7 x 14 cm. Naquela época, eu estava escrevendo a dissertação do mestrado. É um trabalho solitário, o recorte e a colagem suavizaram esse caminho.

Aos poucos minha arte foi se afirmando como lúdica, colorida e feminina. Procurava uma forma que fosse feminina, que não fosse estereotipada e lembrasse, não só a mulher, também a menina que vive dentro de cada uma.

MariaCininha_Maria vai a Praça

As Marias

Uma árvore, no bairro onde moro, que teve a sua base cimentada foi a origem das Marias. Tive que percorrer diversos órgãos públicos para salvá-la. Então, a minha arte que era feminina, colorida e lúdica ganhou voz. Hoje, são por volta de 700 Marias. Elas falam de poesia, de amor, do meio ambiente, do consumo da água e foram escolhidas para ser rótulo de cosméticos. Além disso, abraçam causas sociais, como o projeto “Vestido em algodão para as Meninas do Sertão” e fazem parte de projetos de educação.

MariaCininha 8Conheça mais o trabalho de Maria Cininha, clicando nos links abaixo.

Site: www.estudiomariacininha.com.br

Blog: estudiomariacininha.wordpress.com

Facebook: www.facebook.com/maria.cininha

Fanpage: www.facebook.com/estudiomariacininha

Fanpage campanha: www.facebook.com/chiceconomizaragua

Fanpage projeto: www.facebook.com/Maria-Vai-a-Praca