Vivências artísticas: transformando papel em obra de arte

Em parceria com a Universidade do Papel, o Adoro Papel participou de oficina promovida pelo artista Enrique Rodríguez e aprendeu a técnica da arquitetura de papel

12670690_1587511508236180_4759425196225093352_n

A International Paper e o Adoro Papel adoram papel e incentivam iniciativas de quem também é apaixonado pelo produto. Pensando nisso, no início deste ano, foi firmada uma parceria com a Universidade do Papel, que oferece atividades artísticas e transformadoras utilizando o papel como matéria-prima.

Para estreitar a relação e planejar ações para o futuro, a equipe de Adoro Papel participou de uma vivência artística promovida pela Universidade de Papel, no mês de março, em São Paulo. Mais do que conhecer uma proposta inovadora, vimos como o artista chileno Enrique Rodríguez, idealizador do projeto, incentiva um movimento que enxerga o papel como arte.

A Universidade do Papel, há oito meses, esteve voltada para as questões sociais e passou a crescer e a se destacar como uma referência cultural multiplicadora da arte feita com papel.

Assim como a International Paper, Enrique tem a missão de promover a troca de experiências e o encontro entre as pessoas que trabalham o papel como um objeto de vida. “O propósito do meu trabalho e desse projeto é criar um espaço onde podemos discutir e trabalhar o papel como arte”, enfatiza Enrique.

12144809_1508117242842274_7291362392260023722_n

A técnica de Enrique

Na vivência em que participamos, Enrique apresentou o conceito das estruturas tridimensionais que são criadas a partir da colagem, recorte e superposição de volumes coloridos de papéis diversos e de diferentes gramaturas para configurar as estruturas das obras de arte. Nesse processo, cada artista cria peças exclusivas e autorais de seu trabalho.

Clique aqui e conheça mais o trabalho desenvolvido pela Universidade do Papel.