Ecodesign: Veja como o papelão tem inovado o conceito de decoração

Muito além de embalar e transportar mercadorias pelo mundo todo, ao longo dos anos o papelão vem ganhando espaço e se transformado em matéria prima para produção de itens de decoração e arte.

Somente no Brasil, foram produzidas 259.194 toneladas de papelão, de acordo com o último boletim estatístico da Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO). Como já vimos por aqui, o material pode ser 100% reaproveitado e tem um baixo índice de impacto no meio ambiente. Por isso, estamos entre os países que mais reciclam. Aproximadamente 60% do papel produzido é reaproveitado na confecção de novas embalagens, em materiais para escritório e, até na produção de móveis e objetos de decoração.

Ecodesign

A arte de transformar objetos de baixo impacto ambiental em itens de decoração foi chamada de ecodesing. E, embora possa parecer novidade, a arquitetura e o design de interiores vêm aproveitando a versatilidade deste material há 44 anos.

170719_blog01

Responsável por essa inovação, o arquiteto canadense Frank Gehry foi o precursor do ecodesign. Ele desenvolveu a série de móveis Easy Edges, utilizando papelão ondulado e madeira laminada.

170719_blog02

De lá para cá, o arquiteto passou a inspirar artistas em todo o mundo. E por aqui não foi diferente, o designer de móveis de Sorocaba (SP)Jefferson Trocato também dá cara nova ao material visando a sustentabilidade e inovação.

Em entrevista ao portal de notícias G1, ele explicou como dar um novo sentido ao papelão.

“Muitas vezes o pessoal joga esse material sem saber que ele pode ser reciclado. Desenvolvi uma chaise com tubos de papelão em uma estrutura de madeira, para dar acabamento usei adesivo fosco. A reciclagem é isso, ela dá um significado totalmente diferente ao objeto”, pontua Trocato.

Custo-benefício
170719_blog03
Custo-benefício aliado a sustentabilidade é a chave do sucesso para Trocato. “Não se desperdiça nada do papelão. Além disso, o valor de uma peça do material, por exemplo, é muito menor do que uma de MDF. Ele tem o mesmo efeito de outros materiais e o seu peso facilita o transporte. Isso é maravilhoso”, observa o designer.