Da vida para os livros: confira as histórias com heroínas e heróis inspirados em casos reais!

Editora independente lança coleção que fala de mulheres e homens que realizaram grandes feitos.

1405_fotos_blog_1

Sabe aquele livro onde a filha do rei está presa no topo da torre à espera de seu cavaleiro? Pois é, para o projeto Antiprincesas nem todas as histórias infantis precisam ser assim.

Criado por uma editora independente argentina, a ideia era apresentar livros onde as heroínas são aquelas que saem para brincar, estudar e constroem sua própria história, seja na arte ou em sua atuação na sociedade. Trazer histórias reais foi um sucesso! Tanto que logo viram que os meninos também desejavam conhecer heróis reais.

Nos exemplares da coleção, os superpoderes também existem, mas são diferentes dos que estamos acostumados a ver: aqui, coragem, iniciativa, e uma visão de mundo diferente compõem um cenário real, não deixando de perder a magia!

1405_fotos_blog_2

É dessa forma que o Antiprincesas, que usa esse nome para valorizar histórias reais, procura usar o papel e criar seus livros. Ah, sabe o que é bem legal? Eles resgatam personagens que revolucionaram a história para trazer esse novo olhar para o projeto. Frida Kahlo, a cantora e artista chilena Violeta Parra, Clarice Lispector, o escritor Julio Cortázar, entre outros, são alguns dos protagonistas. Afinal, quem disse que literatura e papel não estão associados com heroísmo, não é?

Ao todo temos 3 coleções: Anti-heróis, com homens reais que fizeram coisas fora do comum; a Liga de Antiprincesas, que traz guerreiras que fizeram parte da história da nossa América Latina; e Anti-clássicos, histórias de mulheres reais que lutaram por causas justas.

Clique aqui para conhecer os livros e saber mais sobre o projeto. Princesas são legais e fazem parte da nossa história, as Antiprincesas também! :)

1405_fotos_blog_3