Dia da Língua Portuguesa: conheça 5 novos autores brasileiros

Hoje celebramos o nosso idioma oficial. Para comemorar, separamos cinco novos escritores para você conhecer.  

Considerada como um dos mais ricos e difíceis idiomas do mundo, a Língua Portuguesa é capaz de transmitir sentimentos como poucos outras. Não por acaso, a palavra “saudade” só existe no idioma luso. Para celebrar o Dia da Língua Portuguesa, selecionamos cinco novos autores que dão orgulho ao idioma de Camões.

Maria Fernanda Elias Maglio

A autora natural de Cajuru, interior de São Paulo, é defensora pública na capital paulista e atua na defesa das pessoas pobres que estão cumprindo pena. Apaixonada por livros e literatura, suas histórias enfocam a força do feminino e lhe tornaram finalista do Prêmio SESC de Literatura em 2016 e 2017. Já em 2018, seu livro “Enfim, Imperatriz” foi o grande vencedor do 60.º Prêmio Jabuti, na categoria Conto. Maria Fernanda agora pretende lançar seu primeiro romance.

Maria

Carol Rodrigues

A carioca Carol Rodrigues lançou seu primeiro livro, “Sem Vista para o Mar”, de contos, em 2014. Resultado de uma oficina literária do escritor pernambucano Marcelino Freire, a coletânea foi agraciada com os prêmios Jabuti e Clarice Lispector de 2015, além de menção na lista de vencedores do Prêmio Literário da Biblioteca Nacional. Tendo a força de sua narrativa em histórias sobre descobertas e o amor, Carol acredita que escrever é compartilhar o silêncio. 

Carol

Jarid Arraes

Influenciada pela encantadora literatura de cordel, a cearense Jarid Arraes utiliza o conto para tratar de assuntos como racismo e escravidão. É justamente nesse contexto que estão inseridos os contos de seu livro “As Lendas de Dandara”, que narra a história da guerrilheira quilombola Dandara dos Palmares, esposa de Zumbi, onde mistura fatos e fantasias. Já em 2018, lançou o livro de poemas “Um buraco com meu nome”. Jarid também possui coluna na Revista Fórum.

Jarid

Sérgio Tavares

Nascido em Niterói, Rio de Janeiro, o também jornalista Sérgio Tavares foi premiado no Concurso Literário da Fundação Escola do Serviço Público, em 2014, com o conto “O escritor de obituários”. Além disso, ganhou o Prêmio Sesc de Literatura de 2010 na categoria “Conto”, com seu livro de estreia, Cavala. Livro, aliás, que também foi finalista do 2º Prêmio Brasília de Literatura. Criador de personagens complexos e atormentados, seus contos versam sobre loucura, dores e amores. Em 2012, lançou “Queda da Própria Altura”. Hoje, possui contos traduzidos para o inglês, italiano, japonês, espanhol e tâmil.

Sergio Tavares (1)

Daniel Galera

Com importantes prêmios na estante, como o Prêmio São Paulo de Literatura,  Prêmio Machado de Assis de Romance e o 3º lugar do Jabuti na categoria Romance, Daniel Galera também atua como tradutor. Especializado em criar histórias que retratam com maestria a geração que cresceu nos anos 1990 e temas como juventude, amores e a era digital, o paulistano filho de gaúchos já lançou cinco livros. Entre eles, Até o dia em que o cão morreu (2003), adaptado para o cinema por Beto Brant e Renato Ciasca em Cão sem dono (2007).

Daniel Galera foto: Renato Parada / Divulgacao cultura
Daniel Galera
foto: Renato Parada / Divulgacao
cultura