História de grandes mulheres: escritora reúne cordéis com biografias de personagens negras.

Jarid Arraes selecionou 10 biografias brasileiras que merecem ser conhecidas

Você sabia que poucas mulheres brasileiras possuem suas biografias difundidas em livros? Por isso, é mais do que bem-vindo um projeto de levar ao conhecimento do grande público a história de 10 grandes mulheres negras do Brasil. Essa ideia partiu da escritora Jarid Arraes, que você já viu aqui no blog em nossa matéria sobre 5 novos autores brasileiros.

Jarid, que é cearense, escolheu lançar as biografias em cordel. Para ela, nomes como o de Tereza de Benguela, por exemplo, que recentemente se tornou símbolo nacional, quando o dia 25 de Julho foi oficializado como o Dia de Tereza de Benguela, merecem mais destaque.

cordeljarid1

A coleção, intitulada Heroínas Negras, busca justamente recolocar essas mulheres na história e torná-las mais conhecidas. Foram escolhidas 10 mulheres para esse primeiro lançamento, todos em formato de cordel. Assim, é possível saber mais sobre Zeferina, líder do quilombo de Urubu; Anastácia, uma escrava que até hoje é cultuada como santa; Maria Felipa, que foi líder nas batalhas pela independência da Bahia; e Antonieta de Barros, a primeira deputada negra do Brasil, entre outras.

cordeljarid2

Com esse projeto, Jarid pretende enaltecer nossa própria história e homenagear grandes personagens do Brasil que ainda possuem pouco reconhecimento. Quem quiser mais informações ou adquirir os exemplares, pode encomendar diretamente com a autora no link do seu site.