Inacreditável! Artista cria origamis “impossíveis” com única folha de papel

Inacreditável! Artista cria origamis “impossíveis” com única folha de papel

Com apenas uma folha de papel, finlândes dá vida à personagens diversos

Origami é uma das atividades mais populares entre os amantes de papel. Muitos já experimentaram fazer pelo menos uma vez na vida, geralmente pássaros ou sapinhos. No entanto, o artista finlandês Juho Könkkölä, de apenas 23 anos, está levando a arte do origami para um nível acima. Recentemente, ele surpreendeu a todos ao revelar seu último trabalho – um origami de Samurai intrincadamente detalhado criado usando apenas uma única folha de papel. Para chegar nesse resultado, ele usa cerca de 300 vezes mais sobras do que um origami comum.

origamis1

Apesar da pouca idade, Juho tem mais de 15 anos de experiência quando se trata de dobrar papel e fazer origami, com resultados incríveis. Sua última peça de Samurai, por exemplo, precisou ter todo um processo de planejamento que  levou aproximadamente dois meses. Foram quatro tentativas antes de chegar ao resultado final. O artista declarou, inclusive, que a peça final levou um mês para ser dobrada e consumiu incontáveis horas. Seu trabalho é inspirado em contos populares, mitos, história e natureza, o que justifica a complexidade das peças.

O artista criou seus primeiros modelos de origami quando era apenas uma criança, intrigado com a possibilidade de dobrar todos os tipos de figuras de um pedaço de papel. Desde então, não parou mais de criar, apesar de só ter percebido o valor artístico de suas criações recentemente. Há dois anos começou a ter seus trabalhos exibidos em exposições, o que fez com que decidisse colocar todo seu foco artístico nas criações com papel. Acabou desenvolvendo trabalhos tão intrincados que passaram a ser tratados como “impossíveis”.

origamis2

O guerreiro samurai é seu modelo mais complexo, que precisou de milhares de dobras para ser construído. As pregas na armadura da coxa, por exemplo, exigiu várias centenas de dobras. Juho acredita que já fez cerca de 20 modelos diferentes até agora e que pode levar de alguns até anos para concluir obras mais complexas. Em média, cada trabalho leva cerca de um mês para ser finalizado. Mesmo assim, o artista considera o processo de criação relaxante e bastante terapêutico. Sempre buscando o máximo de dobras que pode fazer em uma simples folha de papel.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *