Conheça o Papetura, jogo para computador com design inteiro feito de papel

Conheça o Papetura, jogo para computador com design inteiro feito de papel

Disponível para PC, o game mistura aventura e quebra-cabeças

 

Tudo é feito de papel: insetos minúsculos, criaturas estranhas e lugares misteriosos, reunidos graças à cola e às incontáveis ​​horas de recorte. É assim que a desenvolvedora Petums descreve seu mais novo lançamento, o Papetura. O estúdio construiu esta aventura de tirar o fôlego em estilo “point and click” inteiramente com papel, com detalhes bastante impressionantes. Ainda mais incrível é o fato de que um homem, Tomasz Ostafin, criou todas as estruturas sozinho. O trabalho manual chama a atenção não só por usar apenas papel para criar um mundo fantástico, mas também pela qualidade da direção de arte.

papetura1

Disponível por meio da plataforma Steam, Papetura segue uma criatura de papel solitária chamada Pape. O protagonista está preso em uma prisão florida, mas um dia ele escapa para encontrar um ser mágico chamado Tura. Enquanto os dois viajam pelo mundo criado inteiramente com papel, encontrarão criaturas do mal que querem apenas a destruição de tudo. Para vencer, é preciso resolver também uma série de quebra-cabeças que permite progredir na história. Isso porque Papetura não apresenta diálogos. Dessa maneira, os jogadores terão que seguir as animações para desenrolar a história.

O game, lançado em 7 de maio de 2021, traz uma experiência única de aventura “point and click” embalada pela trilha bonita e atmosférica feita por Floex – Tomas Dvorak, parceiro de longa data de Tomasz Ostafin. Como criador, foi inspirado pela arquitetura de jogos feitos à mão, como The Neverhood (1996). Em Papetura, Ostafin pensou em criar algo único, exclusivamente animado com papel rodeado de luz. O game recebeu resenhas entusiasmadas de sites como Killscream, Niveloculto e RockPaperShotgun, mostrando que a aventura foi além de uma direção de arte aprimorada. 

papetura2

Papetura esteve em desenvolvimento por vários anos. O desenvolvimento demorou mais que o normal justamente pela Petums ser a idealização de um homem só e todas aquelas esculturas de papel levaram muito tempo para serem criadas. Desta maneira, alguns atrasos aqui e ali já estavam previstos. De acordo com a Steam, Ostafin se inspirou também em filmes do Studio Ghibli. O site oficial do jogo disponibilizou também o diário de desenvolvimento do game, que mostra algumas das criações originais de papel.

 

2

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *